RedeCultural
INSCREVER
PESQUISAR
TOP DIVULGADORES
PERGUNTAR
CONVIDAR
E-MAIL
PASSWORD
Inscreva-se gratuitamente na RedeCultural para receber uma newsleter semanal personalizada e/ou divulgar eventos culturais.
Quanto mais rede,
mais cultural.
HISTÓRIAS DO PRIMEIRO DIA
Teatro e Infantil
Última ocorrência:
// 23 de Maio de 2006
// Teatro Gil Vicente
// Coimbra
// Não gratuito
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Calendário com as ocorrências deste evento (marcadas a cor-de-rosa):
Maio de 2006
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
 // HISTÓRIAS DO PRIMEIRO DIA
DESCRIÇÃOHistórias do primeiro Dia é uma comédia musical para a infância, interpretada por dois actores músicos.
Trata-se da 7ª produção da companhia Encerrado para obras, estreada em Dezembro 2000. Em virtude do sucesso alcançado por esta produção, resolvemos manter o espectáculo em carteira permanente da companhia.
A peça, da autoria de David Cruz, resulta da adaptação livre de dois contos do poeta inglês Ted Hughes.
Durante o espectáculo, dois actores/músicos revelam como vieram parar ao mundo duas estranhas criaturas: a Baleia e a Tartaruga.
Os contos de Ted Hughes seduziram-nos pela sua singularidade: baleias que nascem na horta de deus disfarçadas de feijão; tartarugas “sem pele” que correm mais depressa que um relâmpago, são alguns dos enredos fantásticos e simbólicos com que o autor nos brinda nas suas obras para a infância.
A música tocada ao vivo, a manipulação de bonecos, a interacção com o público constituem elementos dinâmicos e lúdicos que conferem ao espectáculo um ritmo extremamente empolgante, com muitas surpresas para o espectador.

Sinopse
A Introdução do espectáculo conta-nos como eram as coisas no início do mundo e como surgiram as primeiras criaturas. De seguida, os actores contam e interpretam a História da Taruga, uma “corredora genial” que após várias peripécias ganha uma carapaça e o nome de Tartaruga. Segue-se a História do Feijão-Baleia, um ser meio animal meio vegetal, que aparece no quintal de Deus não se sabe vindo de onde e começa a crescer enormemente. Com a ajuda de quatro crianças, que interpretam o papel de “quatro valentes criaturas”, Deus exila o estranho ser no mar e baptiza-o com o nome de Baleia.
LOCALTeatro Gil Vicente
MORADAPraça da República
DISTRITOCoimbra
E-MAILencerradoparaobras@clix.pt
HORARIO14:30
CUSTOBilheteira para grupos escolares: 3 € por criança
Acompanhantes: entrada gratuita
DIVULGADOREncerrado para Obras - Associação Cultural e Artística
>> DENUNCIAR ESTE EVENTO OU AVISAR QUE ESTES DADOS NÃO ESTÃO CORRECTOS <<
>> PARTILHAR ESTE EVENTO NO FACEBOOK >>
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Bibliofeira