RedeCultural
INSCREVER
PESQUISAR
TOP DIVULGADORES
PERGUNTAR
CONVIDAR
E-MAIL
PASSWORD
Inscreva-se gratuitamente na RedeCultural para receber uma newsleter semanal personalizada e/ou divulgar eventos culturais.
Quanto mais rede,
mais cultural.
PHYSICOMIC - UMA COMÉDIA FÍSICA COM FÍSI...
Teatro e Infantil
Última ocorrência:
// 31 de Outubro de 2006
// Teatro Gil Vicente
// Coimbra
// Não gratuito
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Calendário com as ocorrências deste evento (marcadas a cor-de-rosa):
Outubro de 2006
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
 // PHYSICOMIC - UMA COMÉDIA FÍSICA COM FÍSICA CÓMICA
DESCRIÇÃOPhysicomic é a 21ª produção da Encerrado para Obras e foi desenvolvido em co-produção com o Museu de Física da Universidade de Coimbra.

O espectáculo tem estreia marcada no Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra, a 30 de Outubro de 2006.

Criado e interpretado pelos actores/músicos David Cruz e Estela Lopes, trata-se de um espectáculo transdisciplinar baseado nas linguagens universais do gesto, da mímica e da pantomima, da acrobacia, da dança, da música e do clown.

Alicerçado num discurso simples e dinâmico, Physicomic mostra-nos como a Física se encontra presente em tudo aquilo que fazemos. O espectáculo é composto por uma dezena de sketches de curta duração, desenvolvidos a partir de situações do nosso quotidiano, e em que inúmeros gags tornam evidentes alguns dos princípios físicos mais básicos, com os quais convivemos diariamente. As leis do movimento e da inércia, forças, a gravidade e a queda dos corpos, a óptica, o magnetismo, são algumas das áreas em destaque no decurso do espectáculo.

O chamado “cabide equilibrista” (ver fotografia), um objecto criado por ocasião do espectáculo “Eureka!”, baseado na “Fourteen Hook Bar” (Barra com 14 ganchos) de Isaac Newton, é um dos elementos centrais do novo espectáculo. Este objecto experimental, colocado no centro do palco, fornece um fio condutor entre os diversos sketches: o equilíbrio do “cabide" é perturbado sempre que os actores trocam de figurinos. Trata-se portanto de uma estrutura dinâmica que dá o mote a toda a peça, simbolizando de forma coerente e divertida a união entre Física e Teatro.

Sinopse do espectáculo

Um belo dia, o encenador e actor francês Édouart Que Medes é convidado pela Academia de Ciências de Paris para criar um espectáculo que aborde o universo da Física. O artista contrata então o actor lusófono, Joaquim Ampere, e começam desde logo a ensaiar. Porém, quando, por fim, o espectáculo é apresentado ao público, nem tudo corre bem. O actor contratado, farto das imposições do encenador, resolve sabotar o espectáculo, pregando partidas ao seu colega, improvisando novas situações ao sabor do vento, ignorando por completo o guião criado pelo encenador. Passamos então a assistir a dois espectáculos em vez de um: por um lado, o espectáculo que eles ensaiaram segundo o guião do encenador, e por outro, o espectáculo proporcionado pela rebeldia do actor e a consequente preocupação do encenador em apresentar o espectáculo tal como foi ensaiado. Será que eles vão conseguir levar este espectáculo até ao fim?...
LOCALTeatro Gil Vicente
MORADAPraça da República
DISTRITOCoimbra
E-MAILencerradoparaobras@clix.pt
WEBSITEhttp://www.encerradoparaobras.com (em construção)
HORARIO21:30
CUSTOBilhete normal: 10 €
Estudante: 8 €
Grupos escolares: 3 €
DIVULGADOREncerrado para Obras - Associação Cultural e Artística
>> DENUNCIAR ESTE EVENTO OU AVISAR QUE ESTES DADOS NÃO ESTÃO CORRECTOS <<
>> PARTILHAR ESTE EVENTO NO FACEBOOK >>
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Bibliofeira