RedeCultural
INSCREVER
PESQUISAR
TOP DIVULGADORES
PERGUNTAR
CONVIDAR
E-MAIL
PASSWORD
Inscreva-se gratuitamente na RedeCultural para receber uma newsleter semanal personalizada e/ou divulgar eventos culturais.
Quanto mais rede,
mais cultural.
SURREALISMO PORTUGUÊS DO SÉCULO XXI
Exposição
Última ocorrência:
// 10 de Novembro de 2013
// Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva
// Lisboa
// Gratuito
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Calendário com as ocorrências deste evento (marcadas a cor-de-rosa):
Setembro de 2013
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
Outubro de 2013
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
Novembro de 2013
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
 // SURREALISMO PORTUGUÊS DO SÉCULO XXI
DESCRIÇÃOA exposição “Surrealismo Português do século XXI” a inaugurar no dia 7 de Setembro, na Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, na Ericeira surge na sequência das mostras “International Surrealism Now” organizadas pelo artista plástico Santiago Ribeiro.
“Surrealismo Português do século XXI” é dedicada ao Surrealismo Português atual e é organizada por Victor Lages sendo o espaço obtido por influência do  artista Francisco Urbano.

Nesta mostra, que estará patente até 10 de Novembro, participam alguns dos atuais artistas que dedicam a sua obra ao surrealismo, sendo que os trabalhos apresentados, são as expressões mais atualizadas do que se faz neste momento, no surrealismo em Portugal.

De destacar, que Hélio Cunha é na sua génesis e pensamento um surrealista, que expôs recentemente em Lisboa com Cruzeiro Seixas. Isabel Meyrelles vive em Paris desde 1950 e conviveu com os mais destacados artistas, poetas e pintores surrealistas nacionais e europeus. Paula Rosa destaca-se pela sua arte digital, Luís Athouguia com o seu abstrato surrealismo e Luís Fernandes utiliza na sua escultura novos materiais, criando obras fantásticas. Todos os outros artistas, imprimem um cunho pessoal e marcado no seu trabalho, sendo que alguns são conhecidos pelos projetos que têm vindo a desenvolver de relevante interesse para o panorama artístico português.

O projeto “International Surrealism Now” vai continuar, seguindo-se a 30 de Novembro uma exposição na Casa Roque Gameiro na Amadora, mas por outro lado e também em português, o surrealismo luso vai estar na Galeria Fellini em Berlim, a 10 de Outubro, pela persistência de Santiago Ribeiro. Esta exposição tem o apoio da Embaixada portuguesa naquela cidade alemã.

Artistas participantes:

Firmo Silva (Pintura)
Francisco Urbano (Pintura)
Hélio Cunha (Pintura)
Isabel Meyrelles (Escultura)
João Carvalho (Pintura)
Ludgero Rolo (Pintura)
Luís Ahtouguia (Pintura)
Luís Fernandes (Escultura)
Paula Rosa (Artedigital)
Rui Silvares (Pintura)
Santiago Ribeiro (Pintura)
Victor Lages (Pintura)
LOCALCasa da Cultura Jaime Lobo e Silva
MORADARua Mendes Leal, 2655-305
Ericeira, Lisboa

Actualmente, a Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, é conhecida pela sua biblioteca pública, muito bem apetrechada, com mais de 17000 obras. Neste espaço encontram uma sala de leitura, espaço infantil, sala multimédia com acesso gratuito à Internet e um espaço audio-visual. Ainda neste edifício, existe um anfiteatro moderno que recebe varias apresentações teatrais. É de facto um espaço dedicado à cultura e ao conhecimento.
DISTRITOLisboa
TELEFONE(+351) 261 814 416
E-MAILemail: casa.cultura.ericeira@cm-mafra.pt
HORARIO3.ª a 6.ª feira das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00
Sábados e domingos das 15h00 às 18h00
Encerra às segundas e feriados
CUSTOGratuito
DIVULGADORsantiago ribeiro
>> DENUNCIAR ESTE EVENTO OU AVISAR QUE ESTES DADOS NÃO ESTÃO CORRECTOS <<
>> PARTILHAR ESTE EVENTO NO FACEBOOK >>
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
 // PRÓXIMOS EVENTOS RELACIONADOS
13º CURSO GERAL DE...
Cinema e Workshop
// 09 de Outubro de 2017
// Rua Latino Coelho, 8...
// Lisboa
// Não gratuito
FALAR EM PúBLICO E...
Workshop
// 30 de Setembro de 2017
// RG Mindset
// Lisboa
// Não gratuito
Bibliofeira