RedeCultural
INSCREVER
PESQUISAR
TOP DIVULGADORES
PERGUNTAR
CONVIDAR
E-MAIL
PASSWORD
Inscreva-se gratuitamente na RedeCultural para receber uma newsleter semanal personalizada e/ou divulgar eventos culturais.
Quanto mais rede,
mais cultural.
MANOEL DE OLIVEIRA: O MODERNO PARADOXAL
Cinema e Palestra
Última ocorrência:
// 10 de Outubro de 2008
// MAC - Museu de Arte Contemporânea de Serralves
// Porto
// Custo desconhecido
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Calendário com as ocorrências deste evento (marcadas a cor-de-rosa):
Outubro de 2008
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
 // MANOEL DE OLIVEIRA: O MODERNO PARADOXAL
DESCRIÇÃOEste seminário propõe uma revisão crítica do cinema de Manoel de Oliveira, procurando analisar os mais importantes elementos formais, conceptuais e temáticos que estruturam a sua obra, fazendo emergir, por um lado, algumas das configurações mais características da estética do autor e evidenciando, por outro, o modo como a sua produção cinematográfica dialoga com o contexto histórico em que intervém.

Manoel de Oliveira tem a idade do cinema. Contando quase cinquenta filmes em pouco menos de oitenta anos de trabalho, tendo acompanhado activamente as principais mutações técnicas e estéticas da criação cinematográfica (a passagem do mudo ao sonoro, do preto e branco à cor ou do registo fotográfico ao vídeo), o percurso de Manoel de Oliveira pode, na sua singularidade, ser visto como uma síntese da história do cinema. De Douro, Faina Fluvial (1931), primeiro filme do autor, a Cristóvão Colombo – O Enigma (2007), sua mais recente realização, a obra de Manoel de Oliveira concilia alguns dos principais antagonismos que marcaram as querelas cinematográficas ao longo de todo o século XX. Fazendo confluir duas concepções de vanguarda, nela se confrontam uma primeira modernidade, em que a “sétima arte” pretende fundar uma linguagem específica, demarcando-se das outras disciplinas artísticas para se definir como uma “arte pura”, e uma segunda modernidade, em que o cinema, deixando de procurar a emancipação na ruptura e reconhecendo a especificidade da sua impureza, se propõe como uma “síntese de todas as artes”.
Estas duas orientações efectuam-se, em Oliveira, numa consolidação das relações do cinema com a literatura e com o teatro, mas também com a pintura e com a música, aprofundando as correspondências através da transgressão de categorias, como o documentário e a ficção, da hibridação de modelos narrativos ou da recusa tanto do realismo como do naturalismo, em vista de uma objectividade da representação cinematográfica.
Este seminário pretende, assim, desenvolver uma abordagem transversal da heterogénea filmografia de Manoel de Oliveira e aprofundar as questões fundamentais do seu pensamento cinematográfico, apoiando a reflexão na análise de planos e sequências paradigmáticos e promovendo o debate entre os participantes.

Concepção/orientação: António Preto

Fundação de Serralves
LOCALMAC - Museu de Arte Contemporânea de Serralves
MORADARua D. João de Castro, 210
DISTRITOPorto
E-MAILserralves@serralves.pt
WEBSITEhttp://www.serralves.pt/actividades/detalhes.php?id=1440
HORARIO18:30
CUSTOCusto desconhecido
DIVULGADORLeinadF
>> DENUNCIAR ESTE EVENTO OU AVISAR QUE ESTES DADOS NÃO ESTÃO CORRECTOS <<
>> PARTILHAR ESTE EVENTO NO FACEBOOK >>
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
 // PRÓXIMOS EVENTOS RELACIONADOS
FAMILIAS ARGILOSAS
Workshop
// 08 de Outubro de 2017
// Museu do Vinho do pOrto
// Porto
// Não gratuito
Bibliofeira