RedeCultural
INSCREVER
PESQUISAR
TOP DIVULGADORES
PERGUNTAR
CONVIDAR
E-MAIL
PASSWORD
Inscreva-se gratuitamente na RedeCultural para receber uma newsleter semanal personalizada e/ou divulgar eventos culturais.
Quanto mais rede,
mais cultural.
FESTIVAL Y#06: TIAGO GUEDES E MARIA DUAR...
Outra
Última ocorrência:
// 04 de Outubro de 2008
// Teatro Municipal da Guarda
// Guarda
// Não gratuito
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Calendário com as ocorrências deste evento (marcadas a cor-de-rosa):
Outubro de 2008
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
 // FESTIVAL Y#06: TIAGO GUEDES E MARIA DUARTE > ÓPERA
DESCRIÇÃOA ópera, “a obra”, é uma aproximação a um espectáculo total, combinando música, teatro e dança. Mas combina-as segundo uma convenção de base, a de a narrativa ser cantada. E essa convenção é a mais eminentemente artificial.
Uma das particularidades dessa ópera a tantos títulos singular que é “Dido & Eneias” de Henry Purcell (1689) é que combina como nenhuma outra uma escala de câmara com a grande escala operática da sua exacerbação passional.
Este espectáculo construiu-se, foi-se construindo, sobre a ópera de Purcell. Mas chama-se Ópera e não “Dido & Eneias”.
“Dido & Eneias” era a matéria, o texto, libreto e partitura, para ser encenado e matéria a ser trabalhada, supondo a convenção própria da ópera – não a relegando para um elemento da base musical sobre a qual se constrói o movimento e a cena, as cenas, antes tornando presente essa convenção – e as possibilidades da sua escuta.
Como trabalhar em termos dramáticos e coreográficos a escuta? Como é que os criadores/intérpretes “escutam” e tornam essa escuta matéria da cena? Como tornar presente, omnipresente, o artifício da narrativa cantada? Como trabalhar uma retórica gestual “sobre” uma estética tão eminentemente codificada como a do barroco? Como dar a "escutar" uma ópera a um público que vem na expectativa de "ver" essa ópera ou de ver uma “coreografia” sobre essa ópera? Como confrontá-lo com uma encenação que segue, mas não literalmente, a narrativa que esse mesmo público pode seguir no libreto que lhe é entregue? O que pode o público imaginar de uma concreta ópera e o que lhe pode sugerir o que concretamente lhe é dado a ver?
Sobre as convenções da ópera e a narrativa do “Dido & Eneias” (narrativa dramática, musical e também coreográfica, que as danças e formas de dança são muitas na obra de Purcell), Ópera é uma proposta de transliteração, trabalho sobre e com diversas linguagens e idiomas, numa sucessão e sobreposição de artifícios.
Augusto M. Seabra
LOCALTeatro Municipal da Guarda
MORADARua Batalha Reis  Nº 12
DISTRITOGuarda
E-MAILqp@quartaparede.pt
WEBSITEhttp://www.quartaparede.pt
HORARIO21:30
CUSTO5 € (preço unitário) | 10 € (com assinatura do Festival no TMG)
DIVULGADORQuarta Parede - Associação de Artes performativas da Covilhã
>> DENUNCIAR ESTE EVENTO OU AVISAR QUE ESTES DADOS NÃO ESTÃO CORRECTOS <<
>> PARTILHAR ESTE EVENTO NO FACEBOOK >>
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
 // PRÓXIMOS EVENTOS RELACIONADOS
11º PRÊMIO ARTE L...
Exposição e Outra
// 20 de Outubro de 2017
// Veneza arsenal
// Lisboa
// Não gratuito
Bibliofeira