RedeCultural
INSCREVER
PESQUISAR
TOP DIVULGADORES
PERGUNTAR
CONVIDAR
E-MAIL
PASSWORD
Inscreva-se gratuitamente na RedeCultural para receber uma newsleter semanal personalizada e/ou divulgar eventos culturais.
Quanto mais rede,
mais cultural.
A CACATUA VERDE DE ARTHUR SCHNITZLER
Teatro
Última ocorrência:
// 27 de Março de 2011
// TNDMII - Teatro Nacional D Maria II
// Lisboa
// Não gratuito
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Calendário com as ocorrências deste evento (marcadas a cor-de-rosa):
Fevereiro de 2011
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
Março de 2011
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
 // A CACATUA VERDE DE ARTHUR SCHNITZLER
DESCRIÇÃOTradução: Frederico Lourenço
Encenação: Luis Miguel Cintra
Cenário e Figurinos: Cristina Reis
Desenho de luz: Daniel Worm D’Assumpção

Interpretação: Alice Medeiros, António Fonseca, Catarina Lacerda, Cleia Almeida, Dinis Gomes, Duarte Guimarães, Gonçalo Amorim, Joana Verona, João Grosso, João Villas-Boas, José Manuel Mendes, Luis Lima Barreto, Luis Miguel Cintra, Miguel Loureiro, Miguel Melo, Neusa Dias, Nuno Casanovas, Ricardo Aibéo, Rita Blanco, Rita Loureiro, Sofia Marques, Tiago Manaia, Tiago Matias, Tobias Monteiro e Vítor D’Andrade.

A Cacatua Verde de Schnitzler é aparentemente uma peça histórica. A acção situa-se na noite de 13 para 14 de Julho de 1789 em Paris. Numa cave dos arredores de Paris, Próspero, um velho director de uma Companhia de Teatro, abriu uma taberna (A Cacatua Verde) onde a sua Companhia finge que não faz teatro, e cria a ilusão de uma verdadeira taberna de gente de mau porte, ladrões, pedintes, prostitutas, marginais, possibilitando aos nobres que a visitam a sensação, sem perigo, do contacto com o povo e com os episódios excitantes das suas violentas vidas. O processo complica-se quando, na noite da Revolução Francesa, a violência da realidade faz esquecer o processo de ilusão e a história que um dos actores inventou, que a sua mulher, também actriz, o trai sendo amante de um Duque, é entendida como verdadeira, o que leva esse actor a assassinar o nobre seu rival. Seja a razão do crime verdade ou ficção, o crime acontece, mas a realidade da revolução faz com que o acto ciumento do actor se torne num acto de heroísmo na defesa do povo revolucionário e triunfante. E a alegria do “Viva a Liberdade!” é vivida pelo casal como o fim da sua felicidade.
LOCALTNDMII - Teatro Nacional D Maria II
MORADAPraça D. Pedro IV
DISTRITOLisboa
E-MAILinfo@teatro-cornucopia.pt
WEBSITEhttp://www.teatro-cornucopia.pt
HORARIO16:00
CUSTODe 7,50 € a 25 €
DIVULGADORTeatro da Cornucópia
>> DENUNCIAR ESTE EVENTO OU AVISAR QUE ESTES DADOS NÃO ESTÃO CORRECTOS <<
>> PARTILHAR ESTE EVENTO NO FACEBOOK >>
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
 // PRÓXIMOS EVENTOS RELACIONADOS
FALAR EM PúBLICO E...
Workshop
// 30 de Setembro de 2017
// RG Mindset
// Lisboa
// Não gratuito
13º CURSO GERAL DE...
Cinema e Workshop
// 09 de Outubro de 2017
// Rua Latino Coelho, 8...
// Lisboa
// Não gratuito
Bibliofeira