RedeCultural
INSCREVER
PESQUISAR
TOP DIVULGADORES
PERGUNTAR
CONVIDAR
E-MAIL
PASSWORD
Inscreva-se gratuitamente na RedeCultural para receber uma newsleter semanal personalizada e/ou divulgar eventos culturais.
Quanto mais rede,
mais cultural.
FILIPE MELO TRIO
Música
Última ocorrência:
// 08 de Julho de 2010
// Fábrica Braço de Prata
// Lisboa
// Não gratuito
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
Calendário com as ocorrências deste evento (marcadas a cor-de-rosa):
Julho de 2010
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
 // FILIPE MELO TRIO
DESCRIÇÃOFILIPE MELO
Desde que foi detido e interrogado pela PJ por pirataria informática em 1992, Filipe optou por uma carreira na música. Tornou-se então um pianista versátil que tem como principais influências o estilo de Oscar Peterson, Bobby Timmons e Mulgrew Miller. Iniciou a sua formação musical na Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal, estudando com Mário Laginha, Carlo Morena e Rodrigo Gonçalves.
Ao mesmo tempo, frequenta a Academia de Amadores de Música para estudar música clássica. Grava o primeiro álbum aos 17 anos, com a banda pop “Los Tomatos”. Tem oportunidade de fazer arranjos de big band e de cordas para os “Irmãos Catita” e grava também com o grupo Peste e Sida.
Interrompe o curso de Comunicação Social no segundo ano devido à atribuição de uma bolsa para ingressar no Berklee College of Music em Boston. Teve aulas e workshops com os professores Joanne Brackeen, Ray Santisi, Benny Green, James Williams, Aaron Goldberg e Monty Alexander.
Em 1998 participa numa workshop em Itália, onde é distinguido com o ´Outstanding Musicianship Award´, sendo convidado a representar a escola no Umbria Winter Jazz Festival. Em Boston, actua no M.I.T. com a Berklee Concert Jazz Orquestra com Herb Pomeroy. Em 2000 completa o curso de Piano e regressa a Portugal, surgindo a oportunidade de participar em diversos festivais de Jazz por Portugal.
O seu trio tem tocado em diversos locais como o Centro Cultural de Belém, Forum Lisboa, Teatro Gil Vicente, Teatro Taborda, Hotclube, e auditórios e festivais de Jazz pelo resto do país.
Aos 20 anos é convidado a leccionar na escola profissional de música de Almada (EPMA), onde permaneceu durante 2 anos.
Entretanto, é co-director e webdesigner da campanha de Manuel João Vieira na sua candidatura à Presidencia da Republica.
Lecciona na escola de Jazz do Hotclube de Portugal, onde é coordenador do departamento de piano e no Conservatório do Funchal.
Tem tocado com músicos como Carlos do Carmo, Orquestra Metropolitana, Sinfonietta de Lisboa, Hal ´Cornbread´ Singer, Herb Geller, Perico Sambeat, Joana Machado, Afonso Pais, Darren Barrett, Stratos Vougas, Pedro Moreira, João Moreira, Bernardo Moreira, Carlos Barretto, Carlos Martins, Laurent Filipe, Jacinta, Lena D &#769;àgua, Jesus Santandreu, Laurent Filipe, Bruno Santos, Marta Hugon, entre muitos outros excelentes músicos nacionais.
Em 2003 ganha o prémio "Músico Revelação" pelo site jazzportugal.net, por José Duarte.
Alguns meses mais tarde, vence o prémio revelação jovem músico "Luiz Villas-
Boas" da Câmara de Cascais..
Na área do cinema, acompanha Isabelle Huppert ao piano no filme "Deux" de Werner Schroeter, e grava um tema para a banda sonora do filme "Os Imortais" de António Pedro Vasconcelos. Compõe ainda banda sonora para o documentário "Entre Muros", da RTP e grava um tema de MJ Vieira para a banda sonora do filme “A Bomba” de Lionel Vieira.
Em 2001, decide investir numa paixão de infância. Torna-se o criador e produtor do primeiro filme de mortos-vivos português - "I &#769;ll see you in my dreams". Este filme viajou pelo mundo tendo arrecadado 12 prémios em festivais de cinema – Fantasporto, Méliès d &#769;Or (Holanda). Este filme bateu um recorde absoluto de 200.000 espectadores em salas de cinema, e fez com que fundasse a sua própria produtora - O Pato Profissional Produções. Com o filme, viaja um pouco por todo o mundo.
Foi realizador do mais recente teledisco do famoso grupo MOONSPELL e de um aclamado documentário “O Homem que gostava de Zombies”, sobre um realizador fictício chamado Eurico B. Catatau.
Em 2005, foi convidado pelo FANTASPORTO para integrar o júri internacional no concurso dos 25 anos do Festival, onde conheceu os seus ídolos Dario Argento, Guillermo del Toro e John Hurt.
Em 2006 foi juri do prestigiado Méliès d &#769;Or, prémio internacional da Federação de cinema fantástico, em Helsínquia.
Fez a direcção musical do concerto encenado "O mundo do jazz", na Fundação Calouste Gulbenkian.
Completou uma gravação e tournée em Setembro com o saxofonista lendário Donald Harrison.
Esteve em actividade como pianista e arranjador para o fadista Camané, num espectáculo no teatro S.Luiz intitulado "Outras Canções II".
Recentemente, produziu e realizou uma série de episódios com o título "Um Mundo Catita", a ser exibida em breve num canal generalista. Está ainda a preparar uma longa metragem de aventuras, a ser rodada em 2008, tendo recebido o apoio do Instituto de Cinema para a mesma.
LOCALFábrica Braço de Prata
MORADARua da Fábrica do Material de Guerra, nº 1
DISTRITOLisboa
E-MAILfabricabprata@gmail.com
WEBSITEhttp://www.bracodeprata.com
HORARIO23:30
CUSTO5,00
DIVULGADORFábrica Braço de Prata
>> DENUNCIAR ESTE EVENTO OU AVISAR QUE ESTES DADOS NÃO ESTÃO CORRECTOS <<
>> PARTILHAR ESTE EVENTO NO FACEBOOK >>
<< REGRESSAR À LISTA DE EVENTOS ANTERIOR <<
 // PRÓXIMOS EVENTOS RELACIONADOS
ESQUELETOS COLATERA...
Exposição
// 29 de Setembro de 2017
// Galeria Bangbang
// Lisboa
// Gratuito
13º CURSO GERAL DE...
Cinema e Workshop
// 09 de Outubro de 2017
// Rua Latino Coelho, 8...
// Lisboa
// Não gratuito
FALAR EM PúBLICO E...
Workshop
// 30 de Setembro de 2017
// RG Mindset
// Lisboa
// Não gratuito
Bibliofeira